Bare Metal, eu preciso disso?

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedin

Hoje o assunto vai ser Bare Metal! Desde que o termo foi oficialmente reconhecido, os servidores físicos na nuvem deixaram de ser vistos apenas como necessidade de alguns, mas virou a solução perfeita para processamento e I/O de alto volume, como ambientes de Big Data e Analytics.

Em junho eu fiz um post aqui no blog, falando sobre E-Commerces em Host dedicado, e algumas pessoas me procuraram para testar, principalmente o Magento rodando em um servidor dedicado. Se surpreendendo com o ganho de performance.

Busquei no Blog da Softlayer, um post que começa da seguinte forma:

Pense rapidamente. Você ouve que o seu novo aplicativo será destaque na primeira página do TechCrunch em menos de duas horas. Por ser uma aplicação que consome muitos recursos, e você sabe que uma enxurrada de novos usuários vai atolar sua infraestrutura de nuvem atual, você terá que escalar o ambiente.

O que você faz? Escolhe servidores virtuais para garantir a implementação rápida e maior flexibilidade? Opta por servidores bare metal para oferecer a melhor experiência ao usuário (enquanto cruza os dedos para que os servidores fiquem on-line em tempo para a inundação de tráfego)? Em tempos como estes, você não precisa escolher entre a flexibilidade e poder.

Deixo aqui o link do post, caso queira mais informações: http://blog.softlayer.com/2014/bare-metal-power-hour

Esse post é de 2014, e a tecnologia já fez o Bare Metal evoluir o suficiente para permitir que uma máquina seja preparada em pouquíssimo tempo. Principalmente com a quantidade de APIs que a Softlayer oferece, que te permite maior controle do ambiente.

Se quiser saber mais sobre Bare Metal, e fazer um teste do seu ambiente, rodando em servidores dedicados. Fale comigo!

Um grande abraço, e até a próxima!

Roberto Amaro
E-mail: contato@robertoamaro.com
LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/robertoamaroibm
Blog: http://www.robertoamaro.com
Twitter: @robertoa_ibm
Skype: robertoa.ibm

Related posts:


Tags:

Deixe uma resposta